Connect with us

Sapri#mundofiscal

6 dicas de como planejar seu negócio antes de iniciá-lo

Published

on

Eu, Claudio Lasso, CEO da Sapri Consultoria, quero apontar 6 dias que considero importantes para dar-se inicio a um a startup, mas ela não é a garantia de sucesso. Todo empreendedor deve planejar-se antes de iniciar um novo negócio. Porém para a elaboração de um plano de negócios, desde a concepção da ideia até a comunicação com os públicos com quem a marca vai se relacionar.
1. Estruture um plano de negócios
Estruturar as ideias no papel é a primeira etapa de um novo negócio. Além de ser a base de um planejamento minimamente estruturado, esta tarefa ajudará o empreendedor a controlar a ansiedade e o ímpeto de colocar um negócio em prática. Em linhas gerais, o planejamento deve definir o modelo do negócio, seu propósito, além do que e como o produto ou o serviço vai ser oferecido ao mercado.

2. Contemple o orçamento
Ao pensar no novo negócio, uma pergunta imprescindível é: “quanto vou investir?”. Segundo nosso time, os negócios começam a dar resultados em uma velocidade menor do que a prevista pelo empreendedor. Em decorrência do fluxo de caixa, mesmo sendo inovador, diferente e de atender uma demanda de mercado, o negócio pode não conseguir se manter. “Ou seja, sem dinheiro em caixa, o empreendedor não tem fôlego para levar o negócio adiante e persistir até que ele atinja o ponto em que passa a ser lucrativo”, destaca.

3. Estabeleça grandes objetivos
Faz parte deste processo estabelecer objetivos com foco no curto, médio e longo prazos. Estes objetivos devem incluir desde o break even do negócio até questões mais ambiciosas para o período de três a cinco anos de operação. Para cada objetivo, é importante que o empreendedor detalhe um conjunto de metas, que serão os indicativos de que o negócio está evoluindo. As metas podem incluir dados quantitativos (como faturamento, lucratividade, número de unidades vendidas, percentual de custos proporcionais com pessoal, ocupação etc) e qualitativos (como a satisfação dos clientes). “As metas são indicadores de performance do negócio que também auxiliam no desenvolvimento da cultura organizacional e na percepção que os clientes internos e externos têm ou terão da marca”, afirma.

Recomendo, para definir quais serão esses indicadores de performance, o empreendedor pode buscar referências em fontes de informações confiáveis no mercado e também nas empresas concorrentes e consolidadas. “O importante é ter claro que todo planejamento e seus objetivos devem ser acompanhados e ajustados periodicamente. Não são informações ou previsões estáticas. O empreendedor precisa avaliar sempre o que superdimensionou ou superestimou em suas premissas iniciais”, ressalta.

4. Defina o público-alvo
A definição do perfil de cliente é fundamental para que o modelo de negócio seja aderente às demandas e expectativas daquele grupo de pessoas. “A partir da premissa de que as pessoas são diferentes e têm distintas formas de se comportar e se expressar, é fácil compreender que não será possível atender todos os bolsos e gostos”, declara o executivo. Quanto mais alinhado o negócio estiver ao perfil do cliente, maiores as chances de um determinado grupo de consumidores perceber valor e passar a se relacionar com aquela determinada marca. É este alinhamento que impulsiona um dos principais – se não o maior – fator de sucesso de qualquer negócio: “o boca a boca”.

5. Pense na marca
Desde a fase de planejamento e concepção do negócio, a marca e seu posicionamento mercadológico devem ser motivo de atenção dos empreendedores. O papel da marca é expressar o propósito, os valores e a cultura da organização. Assim, cumprindo este papel, a marca é capaz de auxiliar e alavancar o potencial dos bons negócios. “É comum que alguns empreendedores não dêem a atenção devida às questões relacionadas à marca ou as coloquem num plano secundário, muitas vezes tratando-as de forma menos profissional. Muitos imaginam que este investimento só precisa ser feito em um estágio futuro da empresa. Porém, neste caso, perde-se a oportunidade de ter a marca justamente como um impulsionador do negócio”, afirma Bavaresco.

6. Estabeleça o projeto de comunicação
Pensar na comunicação não envolve apenas ações de propaganda e divulgação. Estruturar a comunicação significa considerar todos os pontos de contato que a empresa terá com os seus diferentes públicos. A comunicação acontece por meio de diversas mídias, veículos, canais, inclusive, fortemente, por meio do boca a boca. Um dos maiores equívocos cometidos por diversas empresas, de startups a multinacionais, é atribuir à comunicação a responsabilidade, quase que exclusiva, pelo sucesso ou insucesso de um negócio.

De modo geral, muitas empresas e empreendedores dedicam energia e recursos em ações de comunicação que poderiam e deveriam estar canalizados no planejamento ou desenvolvimento do próprio negócio. “O alinhamento fundamental é ter o que comunicar de forma verdadeira, é garantir que os clientes vivenciem uma boa experiência de marca em todos os seus pontos de contato. Para criar uma marca de sucesso, é preciso criar uma organização de sucesso. Afinal, a marca é reflexo da organização”, completa.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Sapri#mundofiscal

5 cuidados essenciais antes de iniciar a implantação de sistemas

Published

on

A implantação de sistemas é um processo mais complexo do que se pode imaginar. Não basta instalar um software e distribuir login e senha para os funcionários, é preciso se planejar e preparar a empresa em diversos pontos e setores, seja através de treinamentos, mapeamento de requisitos, aquisição de recursos de tecnologia da informação, entre outros.
Neste artigo falaremos dos principais erros que as empresas cometem ao implantar novos sistemas.
1. Envolva os funcionários
Para que um processo de implantação de sistemas aconteça com sucesso em uma empresa, as pessoas são extremamente importantes. O grau de envolvimento, motivação e até mesmo o senso crítico de cada um serão úteis para o processo. É essencial explicar para os colaboradores a necessidade de um novo sistema, mostrar os benefícios esperados, deixando claro que a implantação de sistemas precisa da ajuda de cada um deles para que seja realizada com sucesso.

2. Promova treinamentos
Os funcionários da empresa, sejam eles auxiliares, analistas, gestores ou até mesmo os executivos, terão a necessidade de fazer treinamentos, a fim de aproveitar ao máximo os recursos do novo sistema. Os treinamentos são uma forma rápida de mostrar para as pessoas as principais mudanças que elas irão enfrentar. Além disso, também servem para passar todas as orientações recomendadas para o se dia a dia de trabalho e mostrar, na prática, os benefícios da nova tecnologia. É preciso planejar quem serão as pessoas escolhidas para fazer treinamentos e também disponibilizar horários variados para que os mesmos possam acontecer.

3. Faça o levantamento completo de requisitos
Entrando no âmbito do sistema em si, é preciso que os fornecedores saibam exatamente o que a empresa espera do novo software. Para que isso seja possível, deve ser realizado um levantamento de requisitos técnicos e operacionais que o sistema deverá atender. Dentro desses requisitos entram as regras de negócio da organização, a legislação envolvida, informações de cadastro de clientes, registros de notas fiscais, segurança dos dados, entre outros.

4. Planeje a implantação de sistemas para não paralisar a empresa
É necessário, ainda, se precaver para que o processo de implantação não paralise a empresa. Existem algumas abordagens que podem ser seguidas para esse fim, como por exemplo, a implantação modular do sistema, onde o mesmo é implantado em partes, para não impactar toda a atividade da empresa de uma vez só e, também, facilitar a adaptação dos usuários às mudanças.

5. Realize um mapeamento de processos
Apesar de não estar ligado diretamente à tecnologia, o mapeamento de processos é extremamente importante e precisa ser realizado antes de se implantar um software. É através dele que o novo sistema irá seguir uma sequência lógica de funcionamento e, nesse caso, um mapeamento de processos mal feito pode prejudicar toda a implantação de sistemas.
Todos esses cuidados citados aqui podem ajudar bastante na implantação de sistemas de uma empresa, independente do seu tamanho ou área de atuação. E lembre-se, quanto melhor é o seu planejamento, mais chances se tem de evitar contratempos e, consequentemente, acertar na execução.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Sapri#mundofiscal

Claudio Lasso, CEO da SAPRI, responde 4 (quatro) perguntas sobre Auditoria Interna

Published

on

O que falar sobre auditoria interna?

O que é auditoria interna

Uma de suas principais finalidades é a avaliação dos processos da empresa, de forma a revisar suas estruturas, forma de atuação, documentos atendimentos a políticas estabelecidas, enfim, se a gestão estabelecida pela organização esta em funcionamento adequado.

Quais as principais características da auditoria interna?

A Auditoria Interna atua basicamente focada nos processos internos da organização, onde procura identificar os riscos inerentes aos processos, a existência ou não de controles que mitiguem estes riscos e o quanto estes controles estão sendo efetivos para evitar os riscos.

Quais são os tipos de auditoria interna?
• Auditoria contábil. A auditoria contábil é realizada com o intuito de verificar os registros e procedimentos relativos ao patrimônio da companhia. …
• Auditoria operacional. …
• Auditoria de sistemas. …
• Auditoria de qualidade. …
• Auditoria ambiental. …
• Auditoria de gestão.

Qual importância da auditoria interna?
A auditoria interna fornece aos gestores empresariais informações fundamentais para analisar como a empresa atua e de que forma isso está ocorrendo. Ela é tão importante quanto os exames de rotina que uma pessoa faz (ou deveria fazer) uma vez ao ano.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Sapri#mundofiscal

3 Dúvidas básicas sobre RISCO e RETORNO

Published

on

O que é risco e retorno?

O primeiro pressupõe as chances que você tem de perder ou ganhar o dinheiro. Isso será proporcional ao valor investido, bem como, ao tipo de ativo em que pretende investir. O retorno, por sua vez, diz respeito à rentabilidade que uma pessoa tem expectativa de obter com os seus investimentos.

Como avaliar risco e retorno?

Avaliação de risco e retorno

Em outras palavras, apesar de uma aplicação mais arriscada geralmente oferecer retornos mais altos, o investidor não deve correr riscos de forma deliberada. Existem diversas maneiras de calcular o risco e retorno de uma carteira, como, por exemplo, através do Índice de Sharpe

O que é risco e retorno administração financeira?

Risco e retorno são variáveis básicas da tomada de decisão de investimentos. Genericamente, o risco é uma medida de volatilidade ou incerteza dos retornos, e retorno é a expectativa de receitas de qualquer investimento Em suma, pode-se definir Risco como o grau de incerteza associado a um investimento.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Facebook

Advertisement

Mais Lidas

Famosos4 horas ago

Famosos se reunirão em festa em Lisboa no aniversário da Sea Agency Evento comemorativo acontecerá a beira do Rio Tejo em Lisboa

Um grande número de famosos está sendo aguardado para a festa de aniversário da Sea Agency em Lisboa.  A agência...

Business2 dias ago

Pharma Express – Primeira rede de vending machines de produtos farmacêuticos do Brasil

A primeira vending machines Pharma Express já está em operação na capital paulista no condomínio Housi, um novo conceito de...

Geral2 dias ago

Advantages of Using a Custom Term Paper Writing Service

It is possible to select any customized term paper writing service you require. There are some that have a simpler...

Uncategorized4 dias ago

The Essay

Writing essays is similar to the procedure for writing academic or research papers, but there are a lot of grammar...

Business6 dias ago

5 dicas para candidatar-se a vagas online

Mensagem de apresentação, nomeação do currículo e foto de perfil são fatores decisivos para ganhar pontos com os recrutadores, diz...

Geral6 dias ago

Empresária Lays Reze inaugura no Morumbi Shopping a loja ‘Empório by Festas’

Formada em Administração de Empresas, a empresária Lays Reze sempre foi apaixonada pelo período do Natal, e foi onde resolveu...

Famosos6 dias ago

Key Alves assina novo prato do Paris 6

A atleta de vôlei, Key Alves Líbero do Osasco conta com títulos e premiações individuais nas seleções de base, como...

Empreendedorismo6 dias ago

Especialista explica como a procrastinação pode atrapalhar seu crescimento profissional

Hoje em dia o mercado corporativo está cada vez mais competitivo, a concorrência mais acirrada e automaticamente a busca por...

Saúde6 dias ago

Vamos saber um pouco mais sobre a sensação do momento Lipo HD pela Dra Fátima Oliveira considerada pelas suas pacientes como mãos de fada.

Dra Fatima Oliveira atual membro do *BAPS (Brazilian Association of Plastic Surgeons)*, se formou em Medicina pela Faculdade de Medicina...

Business6 dias ago

Especialista em gestão de negócios Rogerio Vargas fala sobre os desafios da sucessão familiar e como se planejar

A dinâmica do processo sucessório deve ser guiada pela sustentabilidade e perenização da companhia e não pela necessidade ou vaidade...

Advertisement

Advertisement

Mais Lidas

Copyright © Meio e Markting - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do UOL