Connect with us

Gestão

7 milhões de brasileiros se demitiram voluntariamente no país, aponta pesquisa

Published

on

Setor de Tecnologia lidera ranking com seis das dez funções com mais desligamentos

Segundo levantamento da LCA, a partir dos dados do Ministério do Trabalho e Emprego, mais de 7 milhões de brasileiros se demitiram voluntariamente no período de 12 meses até setembro. É a primeira vez que o país chega a um número tão expressivo. Os dados espantam especialistas do mercado, que veem na recuperação econômica o aumento de oportunidades de trabalho.

Em 2020, por exemplo, quando a economia foi abalada pelos impactos provocados pela pandemia da Covid-19, os desligamentos voluntários representavam 25,7% do total. Já em 2022, entre o público de 18 a 24 anos, chegou a 39% do total da faixa etária e representou 34% das demissões dos 25 a 39 anos, resultados bem acima do observado na faixa dos 50 a 59 anos (24%).

Alex Araujo, CEO da 4Life Prime Saúde Ocupacional – líder no segmento de saúde e segurança do trabalho, explica que o reaquecimento econômico proporciona maiores oportunidades dentro do mercado de trabalho, por ampliar a rede de contatos e possibilitar uma mudança efetiva de cargo, com base em propostas melhores.

“É interessante ver essa mudança instaurada na pandemia. Na época, muitos trabalhadores recorreram aos subempregos como forma de manter a qualidade de vida em um momento marcado pela instabilidade financeira. Muitos foram para a área de serviços, comércio e até mesmo para a área de entrega, trabalhar como motoboys. A questão é que hoje, com a reabertura e a volta à rotina, as pessoas estão retornando para suas respectivas áreas de interesse”, diz Araujo.

No Brasil, o movimento – que ficou conhecido globalmente por “grande renúncia” – foi marcado, sobretudo, pelos mais escolarizados e jovens. Segundo estudos econômicos da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), apontam que 48,2% dos desligamentos envolvendo pessoas com nível superior, incluindo de graduados a doutores, foram voluntárias, contra 25,4% no grupo com ensino fundamental incompleto.

No ranking de profissões, as ligadas à área de Tecnologia da Informação lideram, com seis das dez funções com mais desligamentos voluntários: engenheiro de Aplicativos em Computação, analista de Desenvolvimento de Sistemas, administrador em Segurança da Informação, programador de Sistema de Informação, Engenheiro de Sistemas Operacionais em Computação e gerente de Projetos de Tecnologia da Informação.

Para Fernando Lamounier, educador financeiro e diretor da Multimarcas Consórcios, o profissional deve ter um planejamento financeiro eficaz ao buscar uma nova oportunidade de emprego. “A consciência de gastos nessa situação prepara a pessoa para longos períodos, evitando futuros endividamentos, já que ao trocar de empresa normalmente ficasse sem salário por um mês”, explica.

Lamounier ressalta que nessa situação os profissionais só devem recorrer às linhas de créditos em casos de extrema necessidade, já que os juros estão em alta e antecipam as dívidas do próximo mês.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Gestão

80% dos alunos que prestaram vestibular quer ingressar imediatamente, mas apenas 6 em cada 10 sabem onde querem estudar

Published

on

By

Pesquisa realizada pela Somos Young reforça a urgência na reformulação do modelo acadêmico para receber alunos durante todo ano letivo.

Depois de uma maratona exaustiva de provas e mais provas para conseguir a tão sonhada vaga na universidade, 80% dos estudantes querem ingressar nas instituições de ensino imediatamente ou a qualquer momento. A soma destas duas modalidades retrata o imediatismo dos alunos, mas a capacidade financeira será determinante para fazê-lo. No ponto de vista das instituições de ensino o momento ainda é favorável para oferecer o melhor custo benefício para os alunos.

“Com o resultado das notas do Enem, o ideal é triplicar os esforços comerciais e liberar todos os benefícios que contribuam para a eleição das instituições de ensino como melhor opção para os alunos. A instituição que decidir esperar até março (final da captação) para explorar melhores oportunidades, pode obter prejuízos”, explica Rodrigo Bouyer, sócio da Somos Young, um dos maiores conglomerados de captação, atendimento, crédito e cobrança para alunos de ensino superior.

Com base na pesquisa, 6 em cada 10 sabiam onde queriam estudar em janeiro de 2024. Por se tratar de instituições de maior reputação, é natural que os estudantes estejam decididos por elas. Um ponto importante é que pouco mais de um terço desse mercado continua em aberto, o que pode ser uma boa oportunidade para marcas de qualidade, porém não líderes do seu mercado local. “Para conquistar os 35,4% indecisos porém desejosos por qualidade, o ajuste da questão custo benefício será decisivo”, comenta Bouyer.

A credibilidade da instituição de ensino foi o motivo escolhido por 56,1% dos entrevistados, enquanto 24,5% declarou que mensalidade acessível é o principal motivo na hora da decisão. Currículo flexível (2,7%), transporte fácil (5,5%), universidade próximo de casa ou trabalho (7,9%) e empregabilidade (3,4%), foram os outros motivos mencionados na pesquisa.

“O público que consegue concluir o ensino médio e ir direto para o ensino superior, sem interrupção dos estudos, é, em geral, um público com maior poder aquisitivo e histórico familiar de pais com ensino superior completo. Este é um público que, comumente, busca uma formação superior de qualidade e exigirá, cada vez mais, que as instituições possam tangibilizar seus valores em atributos e que possam ser aproveitados por ele”, finaliza.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Gestão

O legado dos resíduos da construção civil

Published

on

By

Somente em 2022, foram geradas aproximadamente 120 milhões de toneladas

A construção civil, embora de extrema importância para o desenvolvimento e crescimento econômico, ainda enfrenta grandes desafios quando se trata de sustentabilidade. Um dos principais problemas é a má gestão dos resíduos descartados, um aspecto que requer atenção máxima para garantir que a indústria possa se adaptar e prosperar de maneira ecologicamente responsável.

O setor é um dos que mais consomem recursos naturais. Segundo a ABRECON (Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição), em 2022, foram geradas aproximadamente 120 milhões de toneladas de resíduos. Infelizmente, grande parte desse material é descartado de maneira inadequada, contribuindo com a poluição de rios, mares e terrenos baldios.

Além disso, essa indústria é responsável por uma significativa parcela de dióxido de carbono (CO2) liberado na atmosfera. De acordo com o Relatório de Status Global de 2022, as emissões de CO2 do setor alcançaram o recorde de 10 bilhões de toneladas em 2021. Este aumento constante é uma preocupação crescente, uma vez que acelera o aquecimento global e as mudanças climáticas.

Para Tatiana Fasolari, vice-presidente da Fast Engenharia, maior empresa da América Latina especializada em overlays: “Esses dados dificultam o caminho para um setor mais verde. Se não conseguirmos gerenciar a produção desses materiais de maneira eficaz, podemos enfrentar restrições regulatórias, danos à credibilidade e a resistência das partes interessadas que exigem práticas sustentáveis”.

A reciclagem dos produtos é uma estratégia fundamental para reduzir a quantidade de resíduos que produzimos diariamente. Esta prática não só minimiza o acúmulo de lixo, mas também diminui a demanda por novos recursos naturais, que são frequentemente extraídos de maneira insustentável. Outros métodos podem incluir a transição para fontes de energia renováveis, a melhoria da eficiência energética e a promoção de práticas sustentáveis no transporte e agricultura.

“A gestão de resíduos é uma questão crítica para os próximos anos na construção civil. Se isso não mudar, os impactos ambientais dessa indústria continuarão a aumentar. É necessário um compromisso coletivo para superar o desafio e construir um futuro mais sustentável”, finaliza Tatiana.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

CEO da startup PWTech entra em lista das personalidades mais influentes da tecnologia no Brasil em 2023

Published

on

By

Divulgado pela Agência Nexxt Media Research, documento selecionou 30 nomes de destaque, dentre eles o executivo da startup brasileira reconhecida pela ONU como solução humanitária por levar água potável a regiões carentes

Em um país que possui uma proporção média de 1,2 smartphones para cada habitante, o impulsionamento do setor da tecnologia é natural e reflete em diversos segmentos, tendo impacto direto em áreas como saúde, educação, meio ambiente e sustentabilidade. Com o intuito de expandir os negócios e os serviços oferecidos, muitos profissionais brasileiros estão inseridos em projetos sinônimos de inovação e avanço, destinados à sociedade e ao desenvolvimento tecnológico.

Nesta quinta-feira (4), foi divulgada pela Agência Nexxt Media Research, a lista das personalidades mais importantes do setor da tecnologia em 2023. No total, 30 nomes foram selecionados. Abaixo, separamos quatro profissionais de destaque no setor de startups, sustentabilidade e sociedade. Confira:

Fernando Silva : CEO da PWTech, startup de purificação de água contaminada reconhecida pela ONU como uma solução humanitária de acesso. Fundada no início de 2019, a companhia foi criada com o intuito de mudar o cenário atual, trazendo uma solução inovadora ao possibilitar a chegada de água potável nas regiões mais remotas do país e do mundo. Através da tecnologia, mais de 100 milhões de litros de água potável foram fornecidos para comunidades carentes no Brasil. Recentemente, em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação, do Ministério das Relações Exteriores, a startup enviou 150 purificadores para a Faixa de Gaza, região fortemente impactada pela guerra entre Israel e Hamas.

Jonathas Freitas: Empreendedor com um portfólio diversificado, incluindo empresas como Blitzpay e ManyContent, além de investimentos em várias startups no Brasil, Estados Unidos, Suíça e Ásia. Nos anos de 2022 e 2023, expandiu seus negócios para novos setores, como cosméticos, hotelaria e setor imobiliário, ao mesmo tempo em que continua sendo uma das principais figuras no campo da tecnologia.

Tânia Consentino: Presidente da Microsoft Brasil e reconhecida como uma das mulheres mais influentes no mundo dos negócios, além de ser uma defensora da sustentabilidade.

Maitê Lourenço: CEO da BlackRocks. A startup nasceu em 2016 com o objetivo de promover acesso à população negra em ambientes altamente inovadores e tecnológicos. A empresa é liderada por mulheres negras que apoiam pessoas e negócios inovadores, lucrativos e tecnológicos.

 

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Facebook

Advertisement

Mais Lidas

Business2 dias ago

Feira de Santana (BA) recebe o maior showroom de madeira plástica da América Latina

A madeira ecológica ou plástica é um dos produtos que vem revolucionando o mercado de arquitetura, construção e de grandes...

Famosos3 dias ago

Medalhista Olímpico, Flávio Canto, fecha parceria com escola em Brasília

A Escola Suíça de Brasília investe no ensino esportivo de seus alunos como base A Escola Suíça de Brasília (SIS...

Business4 dias ago

TIVIT expande a sua oferta no mercado de crédito com inclusão da IA generativa Athena em solução da Stone Age

Tecnologia automatiza a avaliação de contratos sociais reduzindo em até 95% o tempo para tomada de decisão em transações com...

Marketing4 dias ago

Penalty anuncia Damiano Sanna como seu novo gerente de marketing e relações esportivas

Profissional tem passagem por multinacionais e acumula mais de 20 anos de experiência na área A Penalty, tradicional marca brasileira...

Esporte5 dias ago

Projeto de revitalização transforma ginásio esportivo e impacta população de Santo André

Desenvolvida pela Recoma, em parceria com a Secretária de Esporte, iniciativa busca redesenhar espaços públicos e incentivar a prática ao...

Esporte1 semana ago

Penalty inova nas cores em linha de tênis infantis

A temporada de retorno às aulas já começou, e é essencial reconhecer o papel vital que bons materiais implicam na experiência...

Gestão1 semana ago

80% dos alunos que prestaram vestibular quer ingressar imediatamente, mas apenas 6 em cada 10 sabem onde querem estudar

Pesquisa realizada pela Somos Young reforça a urgência na reformulação do modelo acadêmico para receber alunos durante todo ano letivo....

Celebridades1 semana ago

Banda gaúcha atinge meio bilhão de streaming e famosos regravam a canção “Perigosa e Linda”

O reconhecimento do sucesso do grupo gaúcho despertou interesse em famosos, como o da cantora Roberta Miranda “Perigosa e Linda”....

Empreendedorismo1 semana ago

De advogada a Empresária de Sucesso: conheça Táta Coldibeli

Nascida em Fartura, São Paulo, Patricia Coldibeli, iniciou seu negócio de sucesso no meio da pandemia, e mudou sua vida...

Business2 semanas ago

Após o carnaval, 8 a cada 10 brasileiros continuam endividados

60% possuem débitos com cartão de crédito em aberto e 43% buscam negociações com banco O começo do ano é...

Advertisement

Advertisement

Mais Lidas

Copyright © Meio e Markting - Todos os Direitos Reservados.