Connect with us

Contabilidade

O Big Brother da Receita Federal

Published

on

Boa parte dos dados informados na Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física já está na base da Receita Federal. Vivemos em um Big Brother, onde a Receita Federal é o Big Boss e nós somos os participantes confinados.

Aqui no Brasil, a maioria das pessoas conhece o nome “Big Brother” devido ao reality show transmitido há mais de 20 anos pela Rede Globo. Quer você goste ou não, é inegável que esse programa de televisão já faz parte da cultura popular brasileira.

No entanto, o termo vem de muito antes do “Big Brother Brasil” apresentado hoje por Tadeu Schmidt, tendo sua origem no “Grande Irmão”, personagem fictício do livro 1984 de George Orwell. No romance futurista, a sociedade é vigiada por câmeras e a liberdade individual é quase inexistente.

Foi baseado nesse personagem que a produtora de tv holandesa criou o reality show “Big Brother”, o qual mais tarde seria exportado para vários países, inclusive o Brasil, onde até hoje é um dos programas mais populares da televisão aberta.

Em 1949, quando o livro de Orwell foi originalmente publicado, a ideia de ser vigiado constantemente pelo governo era um medo atribuído a um futuro distante (na época, o ano de 1984). No entanto, em 2022, a vigilância e a invasão da privacidade por parte do Estado já é muito mais uma realidade do que uma ficção, especialmente no âmbito fiscal.

Ainda na primeira década do século XXI, vários autores dos ramos contábil, fiscal e empresarial já passaram a utilizar essa analogia do “Grande Irmão” de 1984 com esse controle incisivo do Fisco brasileiro sobre as atividades empresariais e pessoais. Daí surgiu a expressão “Big Brother Fiscal”.

Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física

Essa vigilância constante do fisco ganha destaque para os contribuintes brasileiros no período de declaração de imposto de renda, que se iniciou em março. Hoje em dia, boa parte dos dados informados na sua prestação de contas com o leão já está na base da Receita Federal.

Através de declarações como a DIRF, que é preenchida pelos empregadores, a Receita é informada, sobre quanto os funcionários daquela empresa receberam ao longo do ano, também a DMED, entregue pelas empresas da área de saúde, como: Clínicas, hospitais e laboratórios, nela consta todas as despesas com saúde de todos os pacientes, e a DIMOF, com resumo das operações financeiras (apenas para dizer algumas), o governo tem mais informações sobre nós do que o Boninho sobre os Brothers e Sisters do reality show global.

Outra forma de “Espionagem” está nos gastos com cartão, mesmo que você não peça CPF na nota, quando você gastar mais de 5 mil reais, a operadora do seu cartão irá notificar a Receita deste seu gasto.

Ou seja, a receita ao longo do ano já sabe quanto você ganhou e gastou, a maioria das vezes o imposto de renda vai apenas avaliar se você está declarando tudo ou está sonegando impostos.

Caso a pessoa gaste mais do que ganha ao longo de muitos meses, isso vai chamar atenção da Receita para uma inconsistência de informações, e a fiscalização vai constatar se aquela pessoa está omitindo receita.

Na verdade, a Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física, hoje, é praticamente um “jogo da discórdia”, no qual o fisco está apenas esperando a oportunidade para pegar os sonegadores com a mão na massa (lembrando que a multa pode chegar até 225% nos casos mais graves). Inclusive, para quem tem certificado digital, já é possível baixar a declaração pré-preenchida, com todos esses dados.

Voltando a falar do Big Brother Brasil, nesses mais de 20 anos em que o programa é exibido na televisão brasileira houve uma espécie de “profissionalização” dos participantes. Hoje, quem se inscrever para participar do BBB geralmente já entra na casa com uma preparação prévia. Pode parecer até piada, mas já existem até cursos especializados em preparar futuros participantes de reality shows.

Assim como os participantes do programa da Rede Globo, os contribuintes também precisam entrar no jogo já preparados para o Big Brother da Receita Federal. A única diferença é que, ao invés de uma assessoria de imprensa, eles vão precisar de um ótimo profissional da contabilidade.

Enquanto no BBB você deve tomar cuidado para não ser pego pelas câmeras falando mal de um amigo seu na casa ou talvez bebendo demais em uma festa, pois isso pode fazer com que você seja cancelado pelo público, no Big Brother Fiscal você não pode omitir rendimentos, inventar dependentes ou colocar despesas médicas sem a devida comprovação. Caso contrário, será indicado à malha fina, o que pode ser muito pior do que qualquer paredão.

 

Esta referência de BBB e o trabalho da Receita Federal, está presente em um dos capítulos do livro “Negócios de Nerd”, lançado este ano pelo contador e empresário André Charone. O livro pode ser adquirido nas principais lojas digitais do país.

Sobre André Charone:

Contador, professor universitário, Mestrando em International Business pela Must University (Flórida-EUA), possui MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV (São Paulo – Brasil) e certificação internacional pela Universidade de Harvard (Massachusetts-EUA) e Disney Institute (Flórida-EUA). É sócio do escritório Belconta – Belém Contabilidade e do Portal Neo Ensino, autor de livros e dezenas de artigos na área contábil, empresarial e educacional.

Fotos: reprodução instagram/AndréCharone

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Contabilidade

6 Vantagens de investir em reservas de emergência

Published

on

By

Em um mundo onde imprevistos financeiros podem surgir a qualquer momento, ter uma reserva de emergência é fundamental para garantir estabilidade e segurança financeira. Neste artigo, exploraremos seis vantagens importantes de investir em reservas de emergência e por que essa prática é essencial para indivíduos e famílias.

Do planejamento para enfrentar despesas inesperadas ao alívio do estresse financeiro durante tempos difíceis, uma reserva de emergência pode ser um salva-vidas financeiro. Analisaremos em detalhes os benefícios que essa estratégia de investimento pode oferecer e como ela pode ajudar a proteger seu futuro financeiro.

O que é reserva de emergência?

Uma reserva de emergência é um montante de dinheiro reservado especificamente para enfrentar despesas inesperadas. É uma quantia que fica separada dos demais investimentos e serve como um colchão financeiro para cobrir gastos, como despesas médicas inesperadas, perda de emprego, reparos urgentes, entre outros imprevistos.

A principal característica de uma reserva de emergência é sua liquidez e acessibilidade imediata. Isso significa que o dinheiro deve estar disponível para uso rapidamente, geralmente em uma conta de fácil acesso, como uma conta poupança, conta corrente ou outro tipo de investimento de baixo risco e alta liquidez.

Ter uma reserva de emergência é fundamental para proteger sua estabilidade financeira e evitar que você recorra a dívidas ou precise vender investimentos a longo prazo em momentos de crise. 

Geralmente, os especialistas financeiros recomendam que a reserva de emergência seja equivalente a três a seis meses de despesas básicas, mas esse valor pode variar conforme a situação financeira individual de cada pessoa. 

Dica extra

Você se sente perdido nas finanças e não sabe por onde começar? A AUVP pode ser a resposta para você. Reconhecida por sua excelência no ensino de investimentos, ela consegue transformar até mesmo os iniciantes em investidores habilidosos.

Mas será que vale a pena fazer AUVP? Ao adquirir esse conhecimento, você abre as portas para conquistar a liberdade financeira e alcançar seus objetivos e sonhos de longo prazo.

 

6 Vantagens de investir em reservas de emergência

Antes de mergulharmos nas vantagens de investir em reservas de emergência, é importante entender o que exatamente é uma reserva de emergência. Agora que temos essa definição clara, exploraremos seis vantagens cruciais de se ter uma reserva de emergência bem estabelecida!

  1. Segurança financeira em tempos de crise — contar com um fundo de segurança proporciona estabilidade financeira durante crises, como perda de emprego, doença ou despesas imprevistas. Isso permite enfrentar esses desafios sem precisar recorrer a empréstimos ou vender investimentos de longo prazo;
  2. Paz de espírito — ter um recurso financeiro disponível em momentos de necessidade traz tranquilidade. Ao saber que está preparado para lidar com imprevistos, você enfrenta desafios com mais confiança;
  3. Evitar endividamento — uma reserva financeira ajuda a evitar acumular dívidas em situações de emergência, evitando recorrer a cartões de crédito ou empréstimos pessoais para cobrir despesas imprevistas;
  4. Aproveitar oportunidades — além de ser uma proteção, uma reserva de emergência pode ser utilizada para aproveitar oportunidades financeiras inesperadas. Por exemplo, você pode conseguir adquirir uma propriedade com desconto ou investir em um negócio promissor;
  5. Flexibilidade financeira — uma reserva financeira oferece flexibilidade para lidar com mudanças na vida, como mudança de emprego, mudança para uma nova cidade ou imprevistos familiares, sem comprometer sua estabilidade financeira;
  6. Redução do estresse financeiro — investir em uma reserva de emergência ajuda a diminuir o estresse financeiro, pois você não precisa se preocupar constantemente com imprevistos. Estar preparado financeiramente para enfrentar emergências proporciona maior tranquilidade.

Em suma, ter uma reserva financeira é essencial para garantir segurança, tranquilidade e flexibilidade em momentos de incerteza. Trata-se de um investimento em sua estabilidade financeira e bem-estar futuro.

 

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Contabilidade

Papai Noel Enfrenta o Custo Brasil: Um Conto de Natal Empresarial

Published

on

À medida que o final do ano se aproxima, somos envolvidos pelo espírito natalino, uma época mágica que ilumina corações e desperta sonhos. As luzes cintilantes, as canções alegres e a expectativa pela chegada do Papai Noel criam um cenário onde, por um breve momento, as preocupações cotidianas parecem se dissipar. Neste clima de festa e esperança, é fácil esquecermos as realidades mais árduas, como as dificuldades de empreender em terras brasileiras. No entanto, neste texto, vamos tentar unir esses dois mundos – a magia do Natal e o desafiador cenário de negócios no Brasil – para explorar um cenário intrigante: o que aconteceria se o Papai Noel decidisse transferir sua fábrica do Polo Norte para o Brasil? Será que o Bom Velhinho conseguiria superar os desafios empresariais tupiniquins?

Burocracia: Um Desafio Temporal e Operacional

No Brasil, a burocracia é um gigante que consome tempo e recursos. Segundo o relatório “Doing Business” do Banco Mundial, uma empresa no Brasil gasta em média impressionantes 1.501 horas por ano apenas para se manter em dia com as obrigações fiscais. Isso é quase quatro vezes mais do que a média da América Latina e Caribe, que se situa em torno de 327 horas, e consideravelmente maior do que a média da OCDE, de 159 horas. Para Papai Noel, isso significaria que, ao invés de se concentrar na fabricação de brinquedos, ele precisaria dedicar uma quantidade significativa de tempo desvendando o intricado labirinto da burocracia brasileira.

Custo Brasil: A Montanha de Despesas Ocultas

O conceito de “Custo Brasil” abrange uma variedade de fatores que vão desde a complexidade dos impostos e a logística desafiadora até questões de infraestrutura e burocracia excessiva. Estudos da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontam que esses custos adicionais podem chegar a representar até 22% do PIB do país. Traduzindo para a realidade do Papai Noel, isso significaria um aumento substancial no custo de produção e distribuição dos presentes, impactando diretamente na eficiência e viabilidade de sua operação natalina no país.

Carga Tributária: Navegando no Mar de Impostos Brasileiro

A carga tributária no Brasil, um dos aspectos mais intimidadores para qualquer empresário, é um emaranhado complexo que desafia até os mais experientes. Representando cerca de 33% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo a Receita Federal. A carga tributária brasileira não é apenas alta, mas também uma das mais complexas do mundo.

A complexidade se revela não apenas na quantidade de impostos, mas também na variedade de regimes tributários disponíveis, cada um com suas próprias regras e particularidades. Empresas no Brasil podem optar por regimes como o Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real, cada um adequado a diferentes tipos e tamanhos de negócios. No entanto, a escolha e gestão destes regimes exigem um entendimento profundo e constante atualização, algo que até o mais astuto dos elfos contadores poderia achar desafiador.

Além disso, a multiplicidade de impostos federais, estaduais e municipais, como PIS, COFINS, ICMS e IPI, adiciona outra camada de complexidade. O ICMS, por exemplo, é um imposto estadual sobre a circulação de mercadorias e serviços, e suas alíquotas e regras variam significativamente de um estado para outro, criando um verdadeiro labirinto fiscal. Para uma operação como a do Papai Noel, que envolveria o transporte de presentes por todo o país, o gerenciamento eficiente do ICMS seria crucial, mas extremamente complicado.

Seria necessário um verdadeiro milagre natalino, ou pelo menos uma equipe de elfos extraordinariamente competentes em contabilidade e legislação fiscal, para que o Bom Velhinho pudesse navegar com sucesso nas turbulentas águas fiscais brasileiras.

Custos Trabalhistas: Um Desafio além dos Elfos

No contexto brasileiro, a gestão dos custos trabalhistas é uma área especialmente complexa e onerosa, que representaria um desafio significativo para a operação do Papai Noel no país. A legislação trabalhista do Brasil é conhecida por sua rigidez e pelas diversas obrigações impostas aos empregadores, aspectos que impactariam diretamente a administração da fábrica de presentes.

Conforme dados do IBGE, os encargos sociais e trabalhistas podem representar até 70% sobre o salário pago aos trabalhadores. Isso significa que se os elfos fossem contratados no Brasil, cada um representaria um custo adicional significativo para a operação do Papai Noel. Além disso, a legislação inclui direitos como férias remuneradas, 13º salário, FGTS, entre outros, que, embora benéficos para os trabalhadores, aumentariam ainda mais os custos operacionais da fábrica natalina.

Para a oficina do Papai Noel, que empregaria uma equipe de elfos, esses custos representariam uma parcela significativa das despesas operacionais. Além do mais, a complexidade na gestão desses encargos exigiria um sistema robusto de recursos humanos e folha de pagamento. A necessidade de conformidade com as leis trabalhistas e o risco de penalidades por não cumprimento aumentariam ainda mais a carga administrativa.

A Realidade do Empreendedorismo Brasileiro e o Sonho Natalino

Ao ponderar sobre a hipotética mudança da oficina do Papai Noel para o Brasil, enfrentamos um interessante contraste entre o mundo mágico do Natal e a realidade concreta do empreendedorismo brasileiro.

Esta análise nos convida a refletir sobre o ambiente de negócios no Brasil. Ela destaca a necessidade de reformas estruturais que simplifiquem processos, reduzam a carga tributária e tornem o mercado de trabalho mais flexível, sem comprometer os direitos dos trabalhadores. Tais mudanças não apenas facilitariam a vida de empreendedores fictícios como o Papai Noel, mas teriam um impacto positivo real na economia, incentivando o empreendedorismo e atração de investimentos. Assim, poderemos não apenas sonhar com milagres natalinos, mas também construir um terreno fértil onde os sonhos empreendedores possam se tornar realidade.

Sobre André Charone:

André Charone é contador, professor universitário, Mestre em Negócios Internacionais pela Must University (Flórida-EUA), possui MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV (São Paulo – Brasil) e certificação internacional pela Universidade de Harvard (Massachusetts-EUA) e Disney Institute (Flórida-EUA).    

É sócio do escritório Belconta – Belém Contabilidade e do Portal Neo Ensino, autor de livros e dezenas de artigos na área contábil, empresarial e educacional.   

André lançou dois livros com o tema “Negócios de Nerd”, que na primeira versão vendeu mais de 10 mil exemplares. Os livros trazem lições de gestão e contabilidade, baseados em desenhos e ícones da cultura pop.

Instagram: @andrecharone   

Crédito da foto: Divulgação Consultório da Fama

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Contabilidade

Dia da contabilidade: a importância do profissional contador

Published

on

Amanhã, 25 de abril, comemora-se o dia da contabilidade, muitas pessoas sabem que o profissional dessa área é o responsável por auxiliar no preenchimento do imposto de renda, e nesta época do ano ele é muito requisitado, mas o que mais compete ao contador?

O contador também é o profissional responsável por gerenciar as finanças de uma empresa ou organização, garantindo que elas estejam em conformidade com as leis e regulamentações aplicáveis.

Ele é responsável por organizar, registrar e analisar todas as informações financeiras, incluindo receitas, despesas, fluxo de caixa e patrimônio.

O contador é capaz de oferecer orientações em diversas áreas da empresa, contribuindo para a melhoria de processos e para o aumento da eficiência operacional. Ele pode atuar na gestão de riscos, identificando e prevenindo problemas financeiros e tributários, além de ser capaz de fornecer informações valiosas para a tomada de decisões e para o planejamento financeiro da empresa.

Embora o contador seja um profissional essencial para a sociedade, não vemos visibilidade na tela das TVs. Diariamente surgem séries, filmes e novelas com médicos, bombeiros e policiais em destaque, mas nunca vemos um profissional da contabilidade, talvez os termos técnicos e cálculos não chamam tanto atenção da indústria do cinema, mas chegou o momento dessa profissão ganhar também um espaço de visibilidade e incentivo.

Por ser um profissional responsável por informações confidenciais e de grande relevância para as empresas e pessoas, é fundamental que o contador seja um profissional ético e comprometido com os valores da organização ou pessoa física que representa. Ele deve estar sempre atualizado sobre as mudanças nas leis e regulamentações aplicáveis e estar preparado para adaptar-se às mudanças do mercado.

A importância do contador para as empresas e pessoas físicas é inquestionável. Ele é capaz de garantir a transparência e a legalidade das operações financeiras, além de fornecer informações estratégicas que permitem à empresa se desenvolver de forma sustentável. Além disso, ele pode contribuir para a redução de custos e para a maximização dos lucros, oferecendo orientações sobre as melhores práticas financeiras.

A contabilidade é uma profissão em constante evolução, que exige atualização e aprimoramento contínuo por parte dos profissionais. Por isso, é fundamental que as empresas valorizem e invistam na formação e na qualificação dos seus contadores, garantindo assim uma atuação mais eficiente e eficaz. É importante que as escolas também incentivem e falem mais sobre essa área, para que cada vez tenhamos novos profissionais da contabilidade comprometidos em prestar um serviço de excelência, com ética e responsabilidade.

Sobre André Charone:

Contador, professor universitário, Mestrando em International Business pela Must University (Flórida-EUA), possui MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV (São Paulo – Brasil) e certificação internacional pela Universidade de Harvard (Massachusetts-EUA) e Disney Institute (Flórida-EUA).

É sócio do escritório Belconta – Belém Contabilidade e do Portal Neo Ensino, autor de livros e dezenas de artigos na área contábil, empresarial e educacional.

André se prepara para lançar a segunda edição do seu livro “Negócios de Nerd”, que na primeira versão vendeu mais de 10 mil exemplares.

Instagram: @andrecharone

Fotos: reprodução instagram/AndréCharone

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Facebook

Advertisement

Mais Lidas

Celebridades2 horas ago

“Rei do Botão” desconstrói tabus sobre sexo anal e compartilha experiências

No podcast Acompanhadas, Marcus Castropil reforça benefícios do fetiche para a saúde sexual Marcus Castropil, conhecido como Rei do Botão...

Marketing20 horas ago

Mais da metade dos brasileiros duvida da autenticidade das marcas ao falar sobre diversidade

Estudo Oldiversity aponta ainda que 41% consideram as propagandas machistas e 30% racistas Com o passar dos anos, cada vez...

Empreendedorismo4 dias ago

CEO da Suprevida, Rodrigo Correia da Silva é confirmado como palestrante em feira hospitalar

No coração da inovação em saúde, o hub InovaHC é o lar de startups que transformam o setor hospitalar, tornando-o...

Saúde5 dias ago

Conselho Regional de Fisioterapia (RS) pede ajuda a fisioterapeutas de todo o país para atuar junto às vítimas

Formulário segue a disposição para profissionais voluntários e prioridade são para crianças, idosos e portadores de deficiência que tiveram contato...

Geral1 semana ago

Bispo Bruno Leonardo apoia vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul com significativa doação

Entre as águas e as lágrimas, surge uma esperança As enchentes catastróficas no Rio Grande do Sul não só alteraram...

Geral2 semanas ago

Tragédia no Rio Grande do Sul: Entenda o Desastre e Saiba Como Ajudar

A Sua Imprensa se solidariza com as vítimas e promove campanha de conscientização e apoio As chuvas intensas que começaram...

Business2 semanas ago

Mães Solo: Desafiando Estereótipos e Celebrando a Independência

Inspirado na história de sua mãe, o advogado Caio Bastos, especializado em direito de família, opinou sobre a questão Ser...

Geral2 semanas ago

Lions Club Rio de Janeiro Colorindo a Vida é marco de diversidade e inclusão

Data vai marcar a fundação do primeiro Clube de Lions do mundo de interesse a abordar diversidade de gênero Rio...

Celebridades2 semanas ago

Show de Gabriel O Pensador será atração em um dos principais festivais de esportes aquáticos do mundo

Cantor carioca fará apresentação gratuita na cidade de Saquarema durante o Aloha Spirit Festival O artista Gabriel O Pensador fará...

Entretenimento4 semanas ago

10ª Levels Sunset chega a Porto Alegre com música e experiências futuristas

 Tecnologia da gaúcha Imply integrará serviços de acesso e consumo durante o festival marcado para 27 de abril No dia...

Advertisement

Advertisement

Mais Lidas

Copyright © Meio e Markting - Todos os Direitos Reservados.