Connect with us

Business

O Brasil e o desafio da eletro mobilidade

Published

on

Por Ricardo David, sócio-fundador da Elev

A eletromobilidade nas ruas é uma realidade no exterior há alguns anos. América do Norte, Europa e a Ásia já concentram 90% das vendas dos carros elétricos. De acordo com a Agência Internacional de Energia (IEA), a China registrou 3,4 milhões de vendas de carros elétricos em 2021, o que a tornou número um em eletromobilidade. Infelizmente, por aqui, os brasileiros ainda vêem os carros elétricos como um sonho distante.

Eletromobilidade significa mais do que apenas avanço tecnológico. Os países que investem neste segmento se preocupam com a redução da emissão de gases na atmosfera, com o uso de energias renováveis e com a não dependência das nações produtoras de petróleo e a volatilidade do combustível do mercado internacional, que em maio elevou a R$7,26 o preço médio do litro da gasolina no Brasil.

Por aqui existem sim carros elétricos. Porém, eles são mais caros quando comparados aos preços praticados no restante do mundo, e inacessíveis ao bolso da maioria da nossa população. Por consequência, os elétricos ainda estão muito atrás na concorrência com os carros movidos a combustíveis fósseis no Brasil, por mais que representam uma economia no bolso de motoristas e empresas.

Um dos fatores que nos diferenciam dos países que já possuem um mercado de carros elétricos consolidado é o fato de não contarmos com incentivos fiscais para os consumidores que optam por esse tipo de tecnologia. Segundo a Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA), a Romênia oferece um bônus de 10 mil euros e a Alemanha isenta taxas na compra de um veículo elétrico.

O Brasil começa a dar os primeiros passos nessa direção. Um projeto de lei propõe isentar a cobrança do imposto sobre a importação para elétricos e híbridos. Já São Paulo aderiu ao compromisso firmado na COP26 de eletrificar toda a sua frota até 2035.

Com o mercado aberto, incentivos fiscais, o caminho para a mudança se torna mais fácil. É preciso difundir as informações e trazer os benefícios à tona. Em Londres e na Noruega carros elétricos podem circular nas faixas de ônibus e não pagam pedágios intermunicipais.

Sozinha, São Paulo concentra mais de 800 mil motoristas de aplicativo, e propor a redução dessas taxas, isenção do alvará e dos pedágios pode inspirá-los a trocarem seus veículos, gerando uma boa economia e agilidade no trânsito, além de diminuir o impacto dos automóveis no meio ambiente.

Mas o Brasil tem estrutura para o abastecimento desses veículos? Para a Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE) existem 1.250 carregadores no Brasil, e 60% deles estão concentrados no Sudeste. Enquanto isso, a China com o apoio do Estado, implantou mais de 800 mil estações de recargas, todas públicas.

A indústria automobilística no Brasil está em crise. Montadoras estão saindo do país. Mudar toda a estrutura e o histórico desse mercado não acontecerá de uma hora para outra, mas é preciso dar o primeiro passo. A estrada da sustentabilidade é longa, é verdade, mas o investimento em tecnologia, a disseminação dos benefícios e o apoio do poder público podem cortar o caminho.

Ricardo da Silva David é engenheiro eletricista e pós-graduado pela Universidade Federal da Bahia. Foi Gerente da área de energia da Petrobras por 10 anos e sócio-fundador de diversas empresas ligadas a sustentabilidade, a exemplo da ECOLUZ, da EBL (joint-venture entre a ECOLUZ, Br Distribuidora e Light), Citeluz (joint-Venture com a EDF – Electricité de France), Gerhlicher Ecoluz Solar do Brasil (Joint-venture com Gehrlicher, da Alemanha). Foi Presidente da ABESCO — Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia no período de 2001 a 2005.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

Pharma Express – Primeira rede de vending machines de produtos farmacêuticos do Brasil

Published

on

A primeira vending machines Pharma Express já está em operação na capital paulista no condomínio Housi, um novo conceito de moradia sob demanda

O Premium Group, holding responsável pela gestão das clínicas HCMC e FF Clinic e dos laboratórios Pasteur e Premium Labs, lança no mercado brasileiro, em parceria com a CasaGroup, multinacional de franquias de vending machines especializada no desenvolvimento de projetos personalizados, a primeira rede de vending machines de produtos de saúde e farmacêuticos com o objetivo de trazer mais praticidade para a vida dos clientes.

“No auge da pandemia nós entendemos que ter vending machines em locais estratégicos com produtos de farmácia tinha alta demanda nos Estados Unidos. Agora, a gente lança um projeto semelhante no Brasil em parceria com o Premium Group, que tem vasta experiência no mercado de saúde e bem-estar”, explica Marcel Magalhães.

“Para nós do Premium Group, essa unidade de negócio nasce para complementar a estratégia da companhia que entrega aos clientes um tripé de atendimento pautado nas áreas clínica, diagnóstica, e oferta de tratamentos e produtos.”, reforça Thiago Pereira, um dos fundadores do Grupo.

Fotos: Divulgação/Talentmix Comunicação

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

5 dicas para candidatar-se a vagas online

Published

on

Mensagem de apresentação, nomeação do currículo e foto de perfil são fatores decisivos para ganhar pontos com os recrutadores, diz especialista do Trampolim

 

São Paulo, Agosto de 2022 – O recrutamento online, popularizado durante a pandemia, continua em alta após o retorno presencial das atividades. Para se ter uma ideia, seis em cada dez empresas brasileiras digitalizaram a seleção de funcionários em 2021, segundo levantamento do Instituto Locomotiva.

Nesse cenário, candidaturas via e-mail e redes sociais, como o Whatsapp, ganharam ainda mais força. Consequentemente, os candidatos precisaram se adequar às novas formas de abordagem e comportamentos nos processos seletivos digitais.

“É um desafio tanto para quem recruta quanto para quem está em busca de um emprego, pois agora todos os detalhes estão sendo observados desde o primeiro contato”, afirma Bruno Rizzato, diretor de produtos do app de empregos Trampolim.

Segundo o especialista, na candidatura online, a mensagem de apresentação, a nomeação do currículo e a foto de perfil, por exemplo, fazem toda diferença. Confira abaixo cinco dicas do Trampolim para se candidatar para vagas online!

#Identifique para qual vaga você está aplicando

É muito comum que os recrutadores recebam uma grande quantidade de currículos na sua caixa de entrada, principalmente quando há mais de um processo seletivo aberto na empresa. Então, para que o seu documento não se perca entre tantos outros, coloque seu nome e o cargo para o qual você está aplicando no assunto do e-mail, ou escreva na mensagem do WhatsApp.

#Faça uma apresentação sobre você

Com o assunto fechado e o documento anexo, agora é hora de formalizar a mensagem. Escreva uma breve apresentação que inclua os seguintes pontos: nome, onde encontrou a vaga, o motivo pelo qual está se candidatando e as suas principais habilidades. O documento é apenas uma porta de entrada, capriche nas soft skills e mostre quem você realmente é.

#Nomeie o arquivo do currículo

Para analisar o currículo, o recrutador precisa baixar o documento em seu computador. Caso o anexo esteja sem nome, o documento pode se perder em meio a outros arquivos de downloads. Nomeie o arquivo com o seu nome e cargo para que o recrutador se lembre de você e consiga fazer uma busca rápida, caso precise localizar o seu currículo.

#Cuidado com a foto de perfil

Candidaturas feitas por WhatsApp pedem um cuidado em dobro. Lembre-se que a primeira impressão é a que fica. Por isso é importante escolher bem a foto do seu perfil, para que não haja constrangimentos. Busque usar fotos suas, evitando usar imagens de personagens ou fotos de outras pessoas. É importante que o recrutador consiga te identificar, por isso escolha fotos de rosto, com boa qualidade e pouca edição.

#Se prepare para a entrevista

Por fim, tenha em mente que assim que o currículo é enviado, a entrevista pode acontecer a qualquer momento. Antes de se candidatar, pesquise na internet sobre a empresa e faça um roteiro com os principais pontos a serem abordados durante a conversa, como formação, experiências e interesses. Se a entrevista for virtual, reserve um lugar silencioso e com bom sinal de internet.

 

Sobre o App Trampolim

O Trampolim é o primeiro aplicativo colaborativo de empregos, no qual os próprios usuários compartilham vagas e oportunidades de pequenos estabelecimentos, lojas de bairro e serviços que normalmente são divulgadas na vitrine/porta dos estabelecimentos e não são publicadas em sites tradicionais de emprego.

 

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Business

Especialista em gestão de negócios Rogerio Vargas fala sobre os desafios da sucessão familiar e como se planejar

Published

on

A dinâmica do processo sucessório deve ser guiada pela sustentabilidade e perenização da companhia e não pela necessidade ou vaidade de empregar filhos ou parentes” afirma empresário

De acordo com o IBGE, cerca de 90% das companhias nacionais pertencem às famílias. Porém, por causa dos conflitos entre os parentes, somente 30% chegam na sua segunda geração e apenas 15% na terceira. E os principais motivos dos desentendimentos são: o excesso de protecionismo, a falta de profissionalismo e preparo dos membros e o não planejamento do processo sucessório.

Em entrevista, o especialista em planejamento, modelo, negócio e gestão Rogerio Vargas, sócio da Auddas, empresa que também promove mentorias para falar sobre o assunto, revela que é um desafio orientar as famílias no processo sucessório de negócios familiares.

“É importante que os sócios da família se dediquem ao aspiracional ou à visão empresarial, já que o papel de gestão deve ser realizado por gestores com o perfil adequado seguindo a estratégia, o modelo do negócio e o momento da empresa. Outro ponto importante é que uma vez que a pessoa está no contrato social ou pertença à família, ela é vista como sócio e portanto não conseguirá exercer o papel de gestão de forma isenta, pois será considerada como dona do negócio ou seja família como de fato o é”, comenta Rogério Vargas, da Auddas.

Confira a entrevista completa na íntegra:

Quais são os principais desafios no processo sucessório de negócios familiares?
Os principais desafios que existem no processo sucessório são a eficácia entre a estratégia com o modelo de negócio, a adaptação dos sócios a dinâmica de gestão com os gestores e a expectativa de resultados.

Você acredita que a sucessão familiar se não for um processo bem articulado, pode se transformar numa herança maldita?
Acredito que sim, pois se você não evolui a dinâmica de gestão entre sócios / gestores, alinhados com estratégia do negócio que é desenvolvida pelo modelo do negócio e que assegura a entrega de valor, com o tempo, a empresa poderá ser afetada nos resultados e até vir a deixar de existir.

Como evitar ou lidar com os conflitos familiares nas empresas?
Para evitar ou lidar com os conflitos, é necessário, na minha opinião, ter regras de governança, por exemplo: 1. Contratar ou promover pessoas da família via um processo de seleção e/ou plano de desenvolvimento – capacitação que pode passar por ter experiências em outras atividades / empresas / segmentos. 2. Ter regras para distribuição de dividendos que contemple a reserva de capital de giro, o acordo do pagamento do mútuo aos sócios que aportaram no passado, destinar os recursos para os planos de investimentos necessários para o negócio e só então, distribuir os dividendos. Dentre outros regras.

Qual a importância da profissionalização no processo sucessório?
No momento que os sócios buscam continuamente a eficácia na estratégia & modelo de negócio & estrutura de gestão (dinâmica de gestão) e governança, eles estão tornando a empresa robusta, sustentável em resultados – consistentes e tudo isto está no que o mercado chama de “profissionalização”, ou seja, o negócio tem que estar acima de tudo e de todos.

A empresa evolui, cresce e, por vezes, pode não conseguir resultados futuros para suportar a entrada ou até mesmo a divisão de resultados que possa atender as gerações futuras. Como o profissional pode se planejar/preparar para “este futuro”?
O Brasil está entre as 10 maiores economias do mundo. Na moda somos o 5º maior mercado, na saúde o 8º maior. No agronegócio, lideramos ou estamos nas primeiras posições, dentre outros destaques, incluindo nosso modelo de franquia / legislação. Portanto, é possível crescer. Existe muita oportunidade. A empresa deve colocar a sua energia para fora e não ter questões internas que tire o foco. Isto assegurará o crescimento dos resultados que sustentarão a entrada de novos integrantes / distribuição de dividendos.

Para você, qual, o papel de um Conselho na jornada da evolução de uma empresa?
O Conselho é uma ferramenta de gestão para sócios e gestores, importante de acordo com o momento da empresa para continuar se desenvolvendo e assegurando que o “norte” traçado está sendo desenvolvido e retroalimentado, bem como identificando novas oportunidades no mercado.

E para finalizar, tem alguma mensagem que você quer deixar para as pessoas que estão passando por esse processo?
O empreender, na realidade, é um espírito, uma filosofia de vida. A pessoa não acorda com essa vontade hoje. É algo que continuamente existe na pessoa. Por isso é que os sócios nunca foram gestores, porque eles não se identificaram com aquela dinâmica. Quando o empreendedor inicia um negócio, no momento zero, a receita é zero. Ele começa sozinho, testando modelos, MVP, fazendo “pilotos”, e começa a entender que aquela jornada parece promissora. É nesse momento que ele começa a fazer as primeiras contratações, já vai estar em algum local físico ou remoto, depende do negócio. E aí sim começa a validar a estratégia, o modelo retroalimentado do negócio, buscando essa consistência. Como consequência o negócio vai evoluindo e crescendo. Em algum momento desta jornada o sócio se vê numa “encruzilhada”, ou ele estrutura o negócio, evolui com todas as regras de gestão / governança, e continua se dedicando mais ao aspiracional e trazendo níveis de gestão adequados para o momento de negócio. Ou dá esse passo, ou, de fato, terá dificuldades. Em algum grau, até começa a desconstruir o negócio. Realmente, é fantástico empreender. Não há limites. Temos um grande mercado no Brasil. O empreendedor deve canalizar essa energia externamente, acompanhando feiras, congressos, revisitando tendências. A sua estrutura de gestão deve ser capaz e tem as habilidades de fazer isso acontecer enquanto ele está no aspiracional, identificando novas oportunidades. O sucesso do negócio deve estar nessa sinergia entre sócios e gestores.

Rogerio Vargas já impactou com seu trabalho milhares de pessoas, juntamente com seus sócios na Auddas, realizam, mensalmente, Webinars gratuitos onde explicam sobre a importância da governança corporativa na sucessão familiar, planejamento, gestão, estruturação de empresas, M&A, governança, capital, dentre outros assuntos.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião deste portal de noticias

Continue Reading

Facebook

Advertisement

Mais Lidas

Geral49 segundos ago

Itabus cresce exponencialmente, dá a virada por cima e mostra para o trade carioca reposicionamento da marca em evento em Copacabana

Há 19 anos no mercado de mídia offline, a Itabus sofreu um duro golpe com a pandemia, deixando uma das...

Geral14 minutos ago

Mercado da beleza: como se destacar no meio e ainda elevar o faturamento

A concorrência no mercado da beleza é de assustar qualquer profissional que busca tentar seu lugar ao sol. Pensando nisso,...

Geral4 dias ago

BBL: cirurgia para aumentar bumbum pode ser perigosa e levar à morte; Entenda os riscos e prevenção

Descontrole na realização do procedimento acende luz vermelha e mobiliza conselhos médicos americanos Uma das cirurgias plásticas que está cada...

Geral4 dias ago

Term Papers For Sale – How to Find Affordable Term Papers For Sale

When you are searching for inexpensive term papers available, there are a number of things you should take into account....

claudio lasso claudio lasso
Sapri#mundofiscal6 dias ago

O que é levantamento fiscal e tributário

Um levantamento fiscal representa uma análise atual da carga tributária com o objetivo de projetar reduções e otimizar resultados. Entre...

Geral6 dias ago

Hinge ve un pico en los usuarios gays, cortesía Pete Buttigieg

En granchat de sexo privado desarrollo para tu citas por Internet aplicación industria – Presidencial demócrata solicitante Pete Buttigieg encontrado...

Famosos1 semana ago

Famosos se reunirão em festa em Lisboa no aniversário da Sea Agency Evento comemorativo acontecerá a beira do Rio Tejo em Lisboa

Um grande número de famosos está sendo aguardado para a festa de aniversário da Sea Agency em Lisboa.  A agência...

Business1 semana ago

Pharma Express – Primeira rede de vending machines de produtos farmacêuticos do Brasil

A primeira vending machines Pharma Express já está em operação na capital paulista no condomínio Housi, um novo conceito de...

Geral1 semana ago

Advantages of Using a Custom Term Paper Writing Service

It is possible to select any customized term paper writing service you require. There are some that have a simpler...

Uncategorized2 semanas ago

The Essay

Writing essays is similar to the procedure for writing academic or research papers, but there are a lot of grammar...

Advertisement

Advertisement

Mais Lidas

Copyright © Meio e Markting - Todos os Direitos Reservados. Site Parceiro do UOL